Itapagipe: Homem atira em jovem que negou relacionamento amoroso

Segundo a vítima, que não foi atingida, homem passou a persegui-lo após recusar se envolver com ele. Depois de disparar, autor fugiu para uma mata e não foi localizado.


Por g1 Triângulo e Alto Paranaíba em 19/11/2021 às 12:36 hs

Itapagipe: Homem atira em jovem que negou relacionamento amoroso
Ilustração

Um homem de 31 anos é procurado pela Polícia Militar (PM) após atirar contra um jovem de 24 anos, em Itapagipe. A tentativa de homicídio foi registrada na última sexta-feira (12) no Bairro Residencial Lago Castro.

De acordo com a ocorrência, o jovem chegava em casa de moto por volta das 20h quando o autor apontou a arma para ele. Na tentativa de evitar o disparo, ele atropelou o homem e ambos caíram.

A vítima então se levantou e correu. Ao olhar para trás viu o momento em que o autor levantou e disparou. O tiro, no entanto, não atingiu ninguém.

Após efetuar o disparo, o suspeito fugiu em direção a uma mata próxima ao local e não foi encontrado. A motivação para a tentativa de homicídio pode ser a negativa do jovem em manter relacionamento amoroso com o homem.

Ainda segundo a ocorrência, o interesse amoroso teria começado entre 2018 e 2020, quando o jovem realizou trabalho de marketing eleitoral para o homem. No período, o suspeito teria oferecido vantagens e benefícios para o funcionário, entre elas a realização de cursos. Além disso, o então empregador teria começado a exigir que os trabalhos previstos em contrato fossem feitos na casa dele.

Nesta época, o jovem começou a desconfiar que o patrão tivesse interesse amoroso nele e que por isso, decidiu encerrar o contrato em novembro de 2020. Algumas semanas após o encerramento do vínculo, o jovem afirmou que passou a receber mensagens de números anônimos dizendo que tinha fotos íntimas dele e que as divulgaria em redes sociais.

Em janeiro de 2021, o ex-chefe passou a dizer para outras pessoas que o jovem devia dinheiro a ele, referente a serviços previstos no contrato que não teriam sido executados. No entanto, o ex-funcionário alegou que o acordo foi totalmente cumprido, mas que por causa disso foi conversar com o homem.



Deixe seu Comentário


 topo

Seja visto por centenas de pessoas diariamente

Cadastre-se agora mesmo em nosso guia comercial, conheça agora mesmo nossos planos !