Após utilizar nome de outra pessoa por 30 anos, homem é preso em Frutal

Autor foi acusado de ser mandante de um homicídio e decidiu usar nome de ex-funcionário


Por JM Online em 26/11/2019 às 11:55 hs

Após utilizar nome de outra pessoa por 30 anos, homem é preso em Frutal
Divulgação

Um homem, de idade não divulgada, portava documentos falsificados há mais de 30 anos na cidade de Frutal (MG). O nome era de um ex-funcionário da propriedade rural do autor. Ele foi preso em flagrante, nesta sexta-feira (22).

De acordo com a Polícia Civil, o verdadeiro dono do nome já havia sido identificado morando na cidade de Guarulhos (SP), onde testes de digitais comprovaram a identidade. Ele informou à polícia que nesses 30 anos sofreu diversos prejuízos em razão da duplicidade de nome.

Segundo a PC, o criminoso relatou que havia sido preso em Matelândia (PR) por ter sido suposto mandante de um homicídio. Ao sair da prisão, ele conseguiu a certidão de nascimento original do funcionário que qual trabalhava com serviços gerais. E se mudou para Goiás, onde conseguiu emitir há mais de 30 anos novos documentos originais, como RG, CPF, CNH, título de eleitor, carteira de trabalho e certificado de alistamento militar, em nome do trabalhador.



Deixe seu Comentário


 topo

Seja visto por centenas de pessoas diariamente

Cadastre-se agora mesmo em nosso guia comercial, conheça agora mesmo nossos planos !